Pages

19 de julho de 2010

De volta

Olaaa.

Bom dia!
Que saudades de escrever aqui, durante a viagem não parava de pensar "nossa, eu preciso falar disso no blog".

A viagem foi ótima! Tão lá em Buenos Aires, na maioria dos dias fez uns 5°C e a sensação térmica costumava a ficar entre 2°C e até peguei abaixo de 0°C.

Esse post vai acabar ficando enorme, porque vou acabar fazendo um resumo da minha viagem.

Ok, pra começar eu e minha mãe saimos daqui de Vitória por volta das 8h da manhã do sábado (10/07) e fomos para o Galeão no Rio, ficamos lá por hooras e encontramos meu tio e uns amigos que viajariam conosco.

Chegamos finalmente em Buenos Aires depois de umas 3 horas de voo por volta das 22h e fomos direto pro hotel.

Ah, e eu fiz muitas compras no free shop do Rio, mas não no de Buenos Aires.

No dia seguinte era dia de uma feira artesanal linda e muito barata em que eu comprei várias coisas bobinhas mas lindinhas e minha mãe compro
u um milhão de echarpes, sem brincadeira.
E essa feira tinha o suco de laranja natural mais gostoso do mundo, sério, feito na hora com a maior e mais laranja laranja (rs) do mundo, nem precisou adoçar. Muito bom.

Fomos numa visitação na casa rosada e em outra feira, dessa vez de antiguidades que eu não achei tão legal assim.

Segunda, fomos a pé do nosso hotel até o cemitério da Ricoleta, onde está o túmulo de Evita.


Perceba que é uma boa caminhada, mas a verdade é que caminhar por lá é uma delícia. Tem tanta coisa pra se ver e o clima é tão gostoso que você não se cansa. Foram pouquíssimos lugares para onde eu fui de táxi, apesar de taxi não ser caro por lá, na verdade, nada é caro por lá.

Sinceramente, foi legal, tem cada túmulo espetacular, de tirar o fôlego, mas não o de Evita! É super simples, chega a ser sem graça. O mais legal foram os milhares de gatos que tem no cemitério. Devo ter visto uns 20, todos gordões e paradões, não dão a mínima pra você.
Infelizmente nós chegamos faltando uns 15 minutos pra o cemitério fechar, claro que deu pra enrolar um pouco mais lá dentro, mas queria ter ficado mais.

Depois demos uma passadinha em uma igreja do lado do cemitério, não gostei, não mesmo. a igreja era no estilo Barroco, mas não o Barroco que se vê por aqui, ou em Ouro Preto, Era muito sombria, mal iluminada e tinha uma parte que tinha caveiras de antigos padres, acho. Achei macabro.

Fomos para o Shopping de Design logo ao lado e demos uma olhadinha nas coisas, o lugar é legalzinho, mas o que valeu a pena foi o que estava no andar de cima.

Hard Rock Cafe, perfeito, perfeito, uma das coisas que eu mais gostei. Comprei um moleton azul pra mim, uma camisa branca pro meu namorado e um chaveiro de presentinho pro meu tio bacana que me levou na viagem.

Terça fomos de barco, chamado buquebus (realmente você se sente em um onibus dentre dele) até uma cidadezinha no Uruguai chamada Colônia, que tinha muitos, muitos cachorros de rua, mas cachorros legais que seguiam você (teve um que me seguiu por uma boa meia hora) sem te encher, pareciam guias turísticos.

Quarta feira eu e minha mãe fomos à uma praça onde tinhamos ouvido falar que na região era tipo uma 25 de março argentina, e dominadas por nosso espírito de sacoleiras, tivemos que ir conferir. Na verdade, nem é tão bom, mas é realmente um tipo de 25 de março, só que beem menos tumultuado, mas com bons preços.

Durante a noite fomos à famosa churrascaria "Siga la vaca" que causou muita dor de cabeça, porque a qualidade tinha caido muito, então se algum dia você forem visitar Buenos Aires, podem riscar esse restaurante da lista. Mas não deixem de conferir Puerto Madero, o bairro onde fica o restaurante. É lindo, tem restaurante maravilhosos e é otimo pra caminhadas.

Quinta ficamos passeando pela região do nosso hotel mesmo e pela rua Florida, uma das mais movimentadas da cidade com várias lojas e artistas de rua.

Uma coisa sobre os artistas de rua. São maravilhosos! Verdadeiros artistas, sejam como estátuas, cantando, dançando ou qualquer coisa. Já havia estado em Buenos Aires antes, mas apenas por dois dias e não tive a chance de ver tango sendo dançado na rua, mas dessa vez acabei me deparando com um grupo dançando tango durante a noite enquanto caminhava para o hotel. E foi lindo.

Também fomos à Galeria Pacífico, onde comi o maior muffin do mundo na Starbucks, e o mais gostoso também. E comprei uma caneca bacana que imita o copo onde eles servem o próprio café.

Sexta feira fui embora, .-. queria ter ficado mais, tava muito bom.
Mas foi legal ter voltado pra cá, tava com saudades do namorado e... é, foi a unica coisa boa de ter voltado pra cá.

Comprei no free shop de Buenos Aires e depois no de São Paulo, ainda tive que ir para Brasília antes de vir para Vitória, chegando por volta das 21:30.

Foi ótimo, e valeu muito a pena. Ainda quero ir para Bariloche e pretendo voltar à Buenos Aires (tenho um sonho de fazer faculdade por lá, que sabe?).

Beijos beijos.
Para não encher demais esse post, deixo o próximo para postar algumas fotos.


2 comentários:

Duda disse...

Lembra que eu falei que o cemitério era incrível?!
Pois é, eu to sempre certa \o/

Nossa, a sua viagem tá muito parecida com a minha... O.o
Okay, acabou de ficar diferente xD

Tango na rua é lindo mesmo!

É, to relembrando a viagem e até que foi legal... E eu to super feliz por ter se divertido, Julia! \o/
E posso fazer uma puxação de saco?
Acho que a cada dia tá escrevendo melhor x)
Beijos

Dymaima disse...

Oi!
Que saudades Buenos Aires!
Adorei o Shopping Buenos Aires Design e o Hard Rock!
Aluguei um dos apartamentos em Buenos Aires
perto da Recoleta muito legal!

Search